Postagens populares

domingo, 1 de maio de 2011

AIDS MATA E NÃO TEM CURA

AIDS é a doença infecciosa que mais mata no mundo, em 1981 a AIDS se espalhou rapidamente sendo considerado uma epidemia mundial já na década de 1980. Hoje 40 milhões de pessoas possuem a enfermidade. No Brasil já foram notificados mais de 230 mil casos principalmente na região Sudoeste e Sul. A AIDS não tem cura e já matou cerca de 20 milhões de pessoas.

Prevenção ainda é o melhor método para não ser contaminado, o uso de camisinha é o principal método preventivo.

Temos registro de pessoas infectadas aqui em Maiquinique. Tem pessoas que o vírus ainda não manifestou e nem sabem.

Pessoas infectadas pelo vírus da Aids têm seu nome guardado em sigilo pelos órgãos de saúde que só podem divulgar o numero de casos. Volto a repetir, para prevenir usem preservativo, cuidado com seringas, pois a AIDS é uma realidade que MATA E NÃO TEM CURA. Todo cuidado é pouco.

A doença é causada pelo vírus HIV que compromete a imunidade da pessoa, resultando na baixa resistência do infectado, em alguns casos mesmo a pessoa pegando a doença ela só vem manifestar 8 anos depois, período bastante longo onde sem ter conhecimento essa pessoa pode esta infectando dezenas de outras pessoas.

Emagrecimento, diarréia, manchas avermelhadas, tosse seca, cansaço, febre constante, são alguns sintomas da doença.

Um comentário:

  1. Olá, blogueiro!
    A melhor prevenção é a informação e usando a camisinha, todos curtem melhor a vida e sem preocupação. Homens e mulheres, de qualquer idade, orientação sexual ou classe social são vulneráveis ao vírus HIV e a outras doenças sexualmente transmissíveis (DSTs). Obrigado por divulgar informações e conscientizar mais pessoas sobre as formas de contágio e prevenção de DSTs. A camisinha é segura e a maior aliada nesse combate. Ela é distribuída gratuitamente na rede pública de saúde.
    Curta a vida. Sexo, só se for com camisinha, senão não dá! Com amor, paixão ou só sexo mesmo. Use sempre!
    Para mais informações: http://www.camisinhaeuvou.com.br/, http://www.aids.gov.br ou http://www.formspring.me/minsaude
    Siga-nos no Twitter: http://twitter.com/minsaude
    Atenciosamente,
    Ministério da Saúde.

    ResponderExcluir